Postagens Recentes

Saiba como ser um voluntário na limpeza das praias de Aracaju


Grupos de pessoas voluntárias estão unindo forças com os órgãos públicos e de meio ambiente para ajudar na limpeza das praias de Aracaju. De acordo com informações dos voluntários é preciso aumentar o número de pessoas ajudando na limpeza porque o óleo não para de chegar às praias. A limpeza continua neste domingo, 6.






Os voluntários se reúnem em dois turnos, manhã e tarde. O grupo da manhã se reúne às 7h30 e o grupo da tarde às 14h, sempre na areia em frente ao Farol da Coroa do Meio, próximo a contenção de pedras, área mais afetada pela substância oleosa.






“Convocamos as pessoas a se unir e ajudar a limpar a praia. Quando mais limpamos, mas óleo aparece. Antes as machas eram maiores, mais fáceis de limpar, mas agora ela está quebrando e as ondas trazem o resíduo toda hora para a areia. O trabalho é grande e precisamos de mais gente para ajudar nessa limpeza”, diz Christy Monteiro, voluntária.





















Uma situação apontada pela voluntária é que durante a limpeza da praia, muitas pessoas, inclusive crianças estão tomando banho em meio ao óleo e caminhando na areia. “As pessoas estão pisando no óleo, crianças e adultos tomando banho no mar como se nada tivesse acontecendo, e a substância é tóxica. Presenciei hoje pela manhã um senhor sair do mar com óleo agarrado nas pernas. É preciso que haja mais informação, conscientização e que as praias sejam interditadas”, ressalta.





O presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente, Gilvan Dias, afirma que há placas sinalizando a interdição das praias, mas que as pessoas insistem em não obedecer as instruções. “A praia está interditada, colocamos placas na areia informando que apesar da balneabilidade, a substância oleosa impossibilita o banho, mas infelizmente nem todo mundo acata isso. Temos certa que a parcela da população que não tem conhecimento é mínima, mas orientamos no local e reafirmamos que as pessoas não devem tomar banho onde há mancha de óleo”, enfatiza.






Sobre o trabalho de voluntários, Gilvan lembra que o meio ambiente é uma questão de todos e que toda ajuda é bem vida. Ele explica que os voluntários fazem a limpeza juntando o material oleoso e equipes terceirizadas, enviada pela Prefeitura de Aracaju, recolhem a substância que está sendo descartada em Carmópolis. “Todo o material recolhido é colocado em uma caçamba e levado para ser descartado em local adequado. Recebemos apoio da secretaria de Meio Ambiente de Aracaju e de Nossa Senhora do Socorro, dos demais órgãos envolvidos e da sociedade. É uma somação de esforços”, destaca.






Para participar da limpeza voluntária bastar ir até o ponto de encontro, que fica na área em frente ao Farol da Coroa do Meio e ter vontade de ajudar. A recomendação dos órgãos ambientais é que as pessoas usem tênis ou sapato fechado, levem luvas e pá, se tiverem, usem filtro solar, bonés ou chapéus, levem água para hidratação e procurem utilizar roupas que os protejam do sol.






Por Karla Pinheiro (Infonet)


Nossa Localização

O que achou do site?