Postagens Recentes

Prefeitura realizará novo levantamento de infestação pelo Aedes no final do mês


Uma das principais ferramentas para nortear o trabalho de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya é o Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). A cada dois meses, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realiza a coleta das amostras para divulgação desse levantamento. Entretanto, com as limitações por conta da pandemia, o LIRAa esteve suspenso, temporariamente, e será retomado entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro.

No último levantamento, que calcula a presença das larvas do mosquito nos bairros da capital, verificou-se que, entre os meses de janeiro e março, houve um aumento de 0.9 para 1.6, retirando Aracaju da zona de baixo risco, que vai até 0.9, e colocando a capital no médio risco, que compreende de 1.0 a 3.9.

E mesmo diante das limitações no acesso às residências, nos últimos quatro meses, o trabalho de combate continuou intensificado na capital, com ações educativas dos agentes de combate a endemias, e através dos mutirões realizados aos sábados, nos bairros onde o índice de infestação apresentou alta.

Visitas

Com a flexibilização e retomada gradativa das atividades na capital, o acesso às residências também será retomado, a partir desta segunda-feira, dia 17, com todas as medidas sanitárias previstas, sem colocar em risco a saúde dos agentes e da população. Assim como vinha sendo feito nos trabalhos das equipes nos últimos meses, a SMS continuará fornecendo todos os equipamentos de proteção individual, em todas as ações.

“O trabalho educativo continuará, mas com a liberação para adentrar aos imóveis, a ação se potencializa, visto que os agentes identificam com maior facilidade os possíveis focos do mosquito e conseguem eliminá-los já no ato da visita. Por isso, é essencial que a população confie no trabalho realizado e autorize o acesso às residências, principalmente em áreas onde é possível encontrar reservatórios, como quintais e áreas externas”, reforça o gerente do Programa de Combate ao Aedes aegypti, Jeferson Santana.

Essa retomada das visitas à parte interna das residências também contribuirá significativamente nos índice do novo LIRAa. Com os resultados apresentados pela coleta do LIRAa é possível avaliar os resultados das medidas de controle, incluindo também dados referentes aos tipos de recipientes, tornando possível redirecionar e/ou intensificar algumas intervenções, ou ainda, alterar as estratégias de controle adotadas.

Ações

De janeiro a agosto, a SMS realizou 22 mutirões, em 18 bairros selecionados de acordo com o valor do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) estabelecido e por ocorrência de notificação de casos. Durante esse período, foi possível inspecionar 10.242 imóveis e eliminar 685 criadouros e depósitos.

Nesse mesmo período, foram coletados 30.840 pneus, visitados 405.632 domicílios (de segunda à sexta) e realizado o fumacê costal em 33 bairros da capital, totalizando 1.557 quarteirões tratados e 79.869 imóveis. A SMS atendeu, ainda, 315 denúncias sobre possíveis focos e solicitações de equipes de agentes de combate às endemias, através de 0800 729 3534, dígito 7.

Nossa Localização

O que achou do site?